"A Bíblia descreve a igreja como o corpo do qual Cristo é a cabeça. Como todo corpo, este também tem seus membros os quais somos nós. Eu e você somos membros do corpo de Cristo que é a sua Igreja invisível. Para se tornar membro deste corpo místico é necessário confiar somente no Senhor Jesus como nosso Salvador. Se você é um salvo você é membro da Igreja Universal de Cristo. Cada um dos membros de um corpo tem uma função definida. Quando cada membro desempenha bem sua função o corpo tem um bom funcionamento. Quando isso não acontece o corpo fica debilitado.

A igreja não é o edifício onde se reúnem os crentes. A Igreja é constituída por pessoas nascidas de novo. Podem elas se reunir em um grande e bem ornamentado edifício, numa casa comum ou numa cabana de palha. Muitos tem definido o que é uma igreja local. Os reformadores a definiam assim: "Existe uma igreja local onde a Palavra de Deus é pregada e os sacramentos do Batismo e da Santa Ceia são fielmente administrados a fim de que os homens cheguem à fé em Cristo". Outros ainda incluíam o exercício da disciplina para que um grupo fosse considerado uma igreja local.
Roma, em oposição a esta definição diz mais ou menos o seguinte: "A Igreja compõe-se dos fiéis batizados que recebem os sacramentos sob o governo do sacerdócio que, por sua vez, está sob a autoridade de um chefe visível na terra".

Francis Schaefeer aponta sete ingredientes que, segundo ele, devem fazer parte da "forma de governo da igreja local":

  1. Congregações locais compostas de cristãos;
  2. Reuniões especiais no primeiro dia da semana;
  3. Presbíteros responsáveis pelas igrejas locais;
  4. Diáconos responsáveis perante a igreja, na área de recursos materiais;
  5. Um ponto de vista sério sobre a disciplina na igreja;
  6. Qualificações especificas para presbíteros e diáconos;
  7. Observação de duas ordenanças ¾ Batismo e Ceia do Senhor.

Cremos que os sete pontos acima definem bem o que compõe uma igreja local nos moldes do Novo Testamento. Nosso objetivo não é tratar dos aspectos referentes a uma igreja local; mas o fizemos com o intuito de introduzir o assunto proposto, pois é na igreja local que os dons espirituais são manifestos. Passemos então ao assunto proposto que são os dons.

Já vimos que para que um corpo funcione bem é necessário que cada membro esteja desempenhando bem o seu papel. Com o corpo de Cristo não é diferente. Para que uma igreja local se desenvolva espiritualmente, é necessário que todos os seus membros funcionem no devido lugar que Deus os colocou. I Coríntios 12:27 diz assim: "Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo" (NVI). No corpo humano cada membro deve funcionar em harmonia e interdependência com os outros, assim também é com os membros do corpo de Cristo. Cada um de nós deve se esforçar o máximo possível para executar a tarefa que nos foi designada por Deus. Paulo diz: "Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro faz parte de todos os outros (Rm 12:5,6 – NVI).

Precisamos entender que devemos funcionar na Igreja segundo o dom que recebemos de Deus. Todo cristão tem no mínimo um dom espiritual. Nosso lugar no corpo de Cristo é suprir às necessidades dos outros membros através da nossa contribuição servindo com os nossos dons.

Um problema da maioria dos cristãos é não saber exatamente qual é o seu dom espiritual. Existe, nas igrejas. pessoas frustradas por acharem que não têm valor espiritual. Isso não é verdade, Deus o dotou com um dom para que você possa contribuir com o bem estar da igreja. Portanto, esteja plenamente certo (a) de que você é alguém valoroso (a) para a obra de Deus. Passemos, então, a conhecer os dons básicos que Deus dá a sua Igreja. Antes, porém, esclareçamos algo muito importante.

Importante: Apesar de poder ser usado na obra do Senhor, não devemos confundir talentos (naturais) com dons (espirituais). Talento é a inclinação natural que desde o nascimento o indivíduo tem para música, pintura, escultura, poesia etc.. Por exemplo: Cantar bem não é um dom e sim um talento (há muitos cantores populares que cantam muito bem, poderíamos chamar isso de dom espiritual?).

Definição de Dom: Dom espiritual é uma capacidade especial que o Espírito Santo dá a cada membro do corpo de Cristo visando a edificação da Igreja.

QUEM NA IGREJA TEM DONS?

  1. Cada um tem um dom (I Co 12:7; Ef 4:8; I Pe 4:10).
  2. Se você é um nascido de novo, um cristão verdadeiro e ainda não sabe qual é seu dom, procure descobri-lo, pois você o tem e deve usá-lo;
  3. O dom é dado por Deus (Rm 12:6; I Co 12:11; Ef 4:7).
  4. Não é o Cristão que escolhe que dom vai ter, o dom é dado por Deus segundo a vontade e querer dele. Cuidado para não desprezar o dom que Deus lhe deu, cobiçando, talvez, um dom que o colocaria em destaque como o do irmão A ou B.
  5. Cada um de nós é complemento uns dos outros. Somos um corpo e um corpo é composto por diversos membros, formando assim um organismo que funciona de forma organizada ajudando-se mutuamente.
  6. O dom visa a edificação da Igreja (I Co 12:7b; Ef 4:12-14).
  7. Na Bíblia a concessão do dom esta sempre ligada ao corpo de Cristo e à sua edificação. Então, quando refletimos sobre os dons, obrigatoriamente devemos refletir sobre a edificação da Igreja.

DONS BÁSICOS QUE A IGREJA TEM

O Novo Testamento vemos três listas diferentes de dons. Eles estão arrolados em: Romanos 12:6-8; I Coríntios 12:8-10 e Ef 4:11,12.

Os dons listados em Romanos são os dons básicos sem os quais dificilmente uma igreja poderia progredir espiritualmente. São o que poderíamos chamar de dons funcionais. Os dons de Efésios são dons interligados aos de Romanos. E os dons de I Coríntios são os chamados dons do Espírito e há séria discordância quanto a validade de alguns deles para os nossos dias. Os quais são Cura, Milagres, Línguas e Interpretação de Línguas. Não que tais irmãos duvidem que Deus opera milagres, curas etc., mas não entendem que estes dons sejam dados ainda hoje.

Como o que nos interessa hoje são os dons funcionais, nos ateremos à lista de Romanos e Efésios, procurando eliminar as repetições das listas, definir o significado das palavras e conhecer os dons descritos ali. Passemos aos dons.

  1. Profecia: A palavra grega usada aqui é prophetéia,(profhqeia) que significa expor publicamente a Palavra de Deus. No AT o profeta recebia a palavra diretamente de Deus e a transmitia; hoje Ele nos fala através da Bíblia e dota alguns com o dom de transmitir fielmente a sua Palavra. Aqui refere-se ao dom de pregar de modo que a audiência se sinta tocada por ter exposta à luz da palavra suas consciências.
  2. Ministério (serviço): A palavra grega usada é diaconía (diakonia) indicando um serviço prestado a outras pessoas. É um dom que capacita o crente a ver as necessidades dos outros. A pessoa demonstra um profundo interesse em ajudar os outros, criando formas práticas para que o socorro chegue ao necessitado.
  3. Ensino: Aqueles que tem este dom conseguem tornar clara aos ouvintes uma verdade bíblica. Tal pessoa gosta de pesquisar a verdade através de estudar a bíblia, comparando Escritura com Escritura e explorando os fatos importantes do texto a fim de que a verdade nele contida seja apresentada o mais claramente possível. * Mestre: É a capacidade de explicar as verdades profundas das Escrituras de forma a torná-las fáceis de entender e serem aplicadas na vida do cristão.
  4. Exortação (estimular a fé, dar ânimo): É a capacidade de chamar uma pessoa e aconselha-la de modo que ela se sinta edificada. Poderia dizer que é o dom do aconselhamento pessoal. Quem tem este dom sente é movido pelo Espírito a ajudar os que enfrentam problemas. Têm a capacidade de estar ao lado de um cristão em dificuldades para ajudá-lo com palavras de conforto e estímulo de modo que o ajuda a resolver os seus problemas.
  5. Contribuir (Dar): A pessoa que tem este dom demonstra sabedoria em relação a aplicação das ofertas. É dotada da capacidade de administrar os seus bens de tal forma que sempre pode contribuir para a obra do Senhor.
  6. Presidir (Governar, Liderar): A pessoa que tem este dom não só vê, prevê e distingue importantes objetivos como o torna claro para os outros, liderando-os em atividade para que o alvo seja alcançado de modo satisfatório.
  7. Misericórdia: Quem tem esse dom demonstra profunda empatia pelo infortúnio dos outros conseguindo penetrar nas necessidades emocionais alheias relacionando-se com a pessoa de modo a espelhar o amor de Cristo para com aqueles que sofrem trazendo cura ao abatido.
  8. Evangelista*: Este dom é a capacitação de trazer almas à fé pessoal em Cristo. É uma capacidade dada por Deus de expor o evangelho de tal forma que os descrentes são levados a se tornarem cristãos.
  9. Pastor*: É a capacidade especial para cuidar, guiar e promover o bem estar espiritual do rebanho do Senhor, a Sua igreja.

* Estes dons estão entre os listados em Efésios, os coloquei aqui por julgar que as duas listas se complementam.

OBS.: Evangelizar também é uma ordem, você não precisa ter o dom de evangelismo para evangelizar. Todo cristão verdadeiro tem a obrigação de compartilhar sua fé com os que o rodeiam.

Agora que vimos algo sobre os dons, faremos um teste de perguntas e ajudará a ver a sua inclinação na questão dos dons. Isso não quer dizer que ao terminar o teste você saberá exatamente o seu dom, mas uma coisa é certa: ele ajudará você a ver que realmente tem uma inclinação espiritual para um ou mais destes dons.

Ore e peça a Deus que o oriente a responder as perguntas da melhor forma possível.

Faça abaixo o Dowload do teste imprima e preencha:

 

Jabesmar A. Guimarães

JSN Epic template designed by JoomlaShine.com